México e Colômbia, parentes próximos?

A mexicana Andrea Guadalupe Gutiérrez Vargas é aluna de jornalismo da Universidad de Guadalajara e apesar de estar terminando a graduação não quis perder a chance de fazer um intercâmbio. Esse semestre, ela foi para a Colômbia estudar na Universidad del Norte. A estudante estrangeira está vivendo em Barranquilla e em entrevista para o Viaje.mx conta quais as principais semelhanças que, na opinião dela, aproximam os dois países.

Já sem o “sombrero” mexicano

Por que você escolheu a Colômbia?

Porque a situação do país é muito parecida com a do México, sem falar que me interesso pela cultura colombiana. Os dois países têm muitas semelhanças, principalmente, em relação ao narcotráfico. A história que se formou em torno de Pablo Escobar na Colômbia é quase a mesma que temos no México com o conflito do governo contra o narcotráfico.

Com relação ao desenvolvimento local, o que mais te chamou a atenção?

O desenvolvimento é considerável, mas acredito que o governo precise demonstrar mais interesse pelo povo. Pelo menos em Barranquilla, existem muitos problemas acerca dos rios que se formam em temporada de chuvas, esses arroios deixam centenas de mortos todos os anos. Considero que o governo deveria agir mais ativamente e buscar alternativas para evitar essas mortes. Acredito que o México e a Colômbia vivam realidades muito semelhantes, sendo que as dificuldades apresentadas por um são as mesmas do outro e vice-versa.

O visto é obrigatório para entrada no país?

Sim, precisei tirar visto de estudante. O visto é necessário para todos que decidam ficar na Colômbia por mais de 3 meses. Tive muito trabalho para conseguí-lo já que sou de Guadalajara, Jalisco, e os trâmites precisavam ser feitos no Consulado da Colômbia que fica na Cidade do México, de ônibus o trajeto dura até 8 horas. Tive que ir pela noite para chegar no dia seguinte ao Distrito Federal às 6am. Esperei até as 8am até que o Consulado abrisse. Tive que correr pela cidade para trocar o dinheiro mexicano por dólares, porque essa era a única maneira de realizar o pagamento do visto. Faltaram dois documentos e eu acabei procurando um cyber para pedir ajuda à minha família. Os trâmites para tirar o visto colombiano me custaram mais ou menos 800 pesos mexicanos. A universidade me ajudou explicando quais eram os requisitos, mas realmente fui eu quem tive que correr atrás dos papéis, localizar o consulado no DF e também pagar a conta. x)

O que mais te atrai na cultura colombiana?

A comida, as pessoas, os povoados, o café, tudo no geral. A músicas que mais se escutam são: a champeta, vallenato, salsa e cumbia, mais comuns na costa.

Quais são suas comidas preferidas? E bebidas?

Chuzo desgranado

Minhas comidas preferidas, até agora, são o arroz de coco e o chuzo desgranado. Minha bebida favorita é o suco de corozo.

O arroz de coco se prepara com a fruta natural, que deve ser colocada no liquidificador com água. A mistura deve ir a fogo lento, o arroz ganha o sabor do coco e fica delicioso e um pouco tostado. O chuzo desgranado é um prato da costa, preparado com bollo (massa branca, previamente cozida), batata-palha, carne, frango, linguiça, alface e queijo, com molho rosado e marmelada de abacaxi. O corozo é uma fruta meio vermelha ou roxa, que parece uma uva, mas é menor. Tem um pequeno caroço dentro e é muito ácida pra se comer assim pura.

Em que bairro você mora?

Moro em um bairro que se chama Nogales e que fica a 15 min da universidade, de ônibus.

A cidade te pareceu segura?

Barranquilla é como qualquer cidade grande, tem horas de pico em que o trânsito fica bastante carregado e tem muitos ônibus trafegando também. Pelo menos pessoalmente não me aconteceu nada desde que cheguei aqui, mas as pessoas te dizem para não dar muita confiança para os outros, já que se trata de uma cidade grande e é importante ter precaução.

Quando você chegou ao país? Como tem estado o clima?

Cheguei dia 11 de julho e o clima é “tremendo”, estamos na maioria do tempo a 30º. O clima é úmido, se sua o tempo inteiro.

Uninorte, em Barranquilla

Você está gostando da universidade?

Eu gosto muito da universidade daqui, são oferecidas várias atividades e o espaço é enorme. É possível fazer esportes e realizar atividades culturais: tem futebol, voley, rugby, tênis, basquete, dança cubana, dança árabe, dança de salão, yoga, aula de canto, violão, locução… e muitas outras. Existem 6 restaurantes diferentes dentro do campus também, a comida é muito variada e às vezes é muito boa, mas é cara.

O país é caro?

Para mim, tudo aqui é muito caso, o transporte, as comidas, as baladas, em geral tudo é caro, mas não acho que os preços sejam abusivos. Se você consegue administrar bem seu dinheiro, é possível viver comodamente.

Você enfrentou alguma experiência difícil?

Até agora não tive nenhuma experiência difícil, me adaptei à cidade e tudo tem sido tranquilo.

Você sente muita saudade da sua família?

Sim, bastante, mas com o Skype e o Whats App as distâncias se sentem mais curtas.

Como foi a sua chegada? Te ajudaram a encontrar um lugar para morar?

A universidade tem uma espécie de programa de padrinhos para estrangeiros, esses padrinhos nos procuram antes mesmo da nossa chegada e nos recomendam que roupas levar, nos dissem onde fazer trocas de moeda e quando chegamos aqui nos ensinam as rotas de ônibus, quais as ruas seguras e nos dão informações sobre o que seja necessário.

A universidade também nos ajuda com a busca por casas, quando cheguei a Baranquilla só dormi uma noite em um hotel e no dia seguinte me mudei para uma casa recomendada por eles.

Que lugares você já visitou? Para onde gostaria de ir até o final da viagem?

Eu gostaria de conhecer Medellín, Bogotá, o eixo cafeeiro e também de voltar a Cartagena. Conheço La Candelaria, Santha Martha, o Parque Nacional Tayrona, Cartagena (só um pouco), Puerto Colombia, Playa Santa Verónica y Mompós.

Parque Tayrona, localizado a 34km da cidade de Santha Marta

Gostou da experiência da Andrea? Para saber mais, acesse o tumblr dessa Periodista Extranjera que fica na Colômbia até o final do ano.

*Leer el texto en español*

Anuncios
Categorías: Entrevistas | Etiquetas: , , , , | Deja un comentario

Navegador de artículos

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s

Crea un blog o un sitio web gratuitos con WordPress.com.

A %d blogueros les gusta esto: